segunda-feira, 13 de abril de 2020

Pandemia - Perder para Ganhar

(À data de 07 de abril de 2020)

As novas rotinas, os novos hábitos, os novos comportamentos
 
  • O preço da gasolina foi de 1,10 €.
  • Escolas fechadas- começam as aulas em casa.
  • Exames cancelados.
  • As medidas de distância são obrigatórias e até funcionam.
  • Fitas adesivas nos pisos dos supermercados e outras instalações para manter a distância entre os clientes (2 m).
  • Número limitado de pessoas dentro das lojas, bem como à porta da loja.
  • Lojas e negócios desnecessários fechados.
  • McDonalds e Co. Fechado! (nos restaurantes só takeway possível)
  • Parques, trilhos.
  • Cidades inteiras fechadas devido a cercas sanitárias (Ovar)
  • Temporadas desportivas canceladas.
  • Concertos, passeios, festivais, eventos - cancelados.
  • Casamentos, festas de família e de ano - cancelado.
  • Funerais - apenas 10 pessoas.
  • Não são permitidos abraços nem apertos de mão.
  • As igrejas estão fechadas ao culto.
  • Proibidos ajuntamentos de 50 ou mais, depois 20 ou mais, agora 2 ou mais.
  • Sem contato direto com alguém fora da sua casa.
  • Parques infantis fechados.
  • Estádios e outras instalações de lazer estão fechadas, e transformam-se em instalações hospitalares para a assistência de pacientes com Covid 19 que não têm mais lugar nas clínicas ou hospitais.
  • O governo fecha as fronteiras para todas as viagens desnecessárias. 
  • Pânico nos supermercados e esgota-se o papel higiénico , o álcool, desinfetante de mãos. 
  • Dificilmente alguém anda pelas ruas. 
  •  As multas são multas por violação de regras.
  • Pessoas usam máscaras e luvas como só se costumava ver na China e Japão. 
  • O pessoal médico não vai para casa entre turnos para evitar contaminações.
  • Faltam máscaras, batas e luvas para os nossos heróis na frente.
  • Falta de ventiladores para doentes graves.
  • Destilarias, empresas textêis e universidades  mudam as suas linhas de produção para ajudar a fabricar viseiras de proteção, máscaras, desinfetantes de mão e batas
  • Comunicados diários do governo e da DGS. Atualizações diárias sobre novos casos, recuperações e mortes.

Cronologia do Corona Virus: 15/Jan-18/Març de 2020 - Portugal

Janeiro

15 
- Primeira declaração das autoridades portuguesas sobre o novo coronavírus
- A diretora-geral da Saúde estima, com base nas informações provenientes da China, que o surto estará contido e que uma eventual propagação em massa não é "uma hipótese no momento a ser equacionada".
22 
- Portugal anuncia que acionou os dispositivos de saúde pública e tem em alerta o Hospital de São João (Porto), o Curry Cabral e o Estefânia (Lisboa). 
25 
- Primeiro caso suspeito em Portugal, mas as análises revelam que é negativo. 
29

- Pelo menos 17 portugueses pedem para sair da China, quase todos na região de Wuhan.

 Fevereiro

2 
- Os 18 portugueses e as duas brasileiras retirados da cidade de Wuhan chegam a Lisboa e ficam em isolamento voluntário por 14 dias.

23 

- Autoridade japonesas confirmam que um português, Adriano Maranhão, canalizador no navio Diamond Princess, atracado no porto de Yokohama, deu teste positivo ao vírus da infeção Covid-19.

25 

- O português infetado a bordo de um navio de cruzeiros atracado no Japão é enviado para um hospital de referência local.
27 
- Segundo português hospitalizado no Japão "por indícios relacionados" com o Covid-19, também tripulante do navio de cruzeiros Diamond Princess.
- A DGS divulga orientações às empresas, aconselhando-as a definir planos de contingência para casos suspeitos entre os trabalhadores que contemplem zonas de isolamento e regras específicas de higiene, e para portos e viajantes via marítima, que define que qualquer caso suspeito validado deve ser isolado e que apenas um elemento da tripulação deve contactar com o passageiro.

28 

- Governo português reforça em 20% o 'stock' de medicamentos em todos os hospitais do país, além de estar a preparar um eventual reforço de recursos humanos.


Março

- Adriano Maranhão, primeiro português infetado no Japão, tem alta hospitalar.
2
- Confirmados dois primeiros casos em Portugal.
- Funcionários públicos em teletrabalho ou isolamento profilático sem perda de salário em Portugal, segundo um despacho do Governo.
3 
- Número de infetados em Portugal sobe para quatro.
- Hospitais São João e Santo António, no Porto, esgotaram capacidade de resposta a casos suspeitos, novas unidades são ativadas.
- Comissão Nacional de Proteção Civil passa a funcionar em permanência, para fazer face ao novo coronavírus.
- Governo português dá cinco dias às empresas públicas para elaborarem planos de contingência.

4 

- Número de infetados em Portugal sobre para seis
- Os trabalhadores em quarentena em Portugal por determinação de autoridade de saúde vão receber integralmente o rendimento nos primeiros 14 dias, segundo um despacho publicado em Diário da República. 
- O primeiro-ministro português anuncia linha de crédito para apoio de tesouraria a empresas afetadas pelo impacto económico do surto do novo coronavírus, caso seja necessário, no valor inicial de 100 milhões de euros.

5 
- Portugal com nove casos de infeção.
- Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) adiada para 27 a 31 de maio
- TAP reduz 1.000 voos em março e abril devido a quebra nas reservas, suspende investimentos e avança com licenças sem vencimento.


 - 13 casos confirmados em Portugal.
7
- Número de infeções em Portugal sobe para 21.
- Visitas a hospitais, lares e estabelecimentos prisionais da região Norte suspensas temporariamente. 

- A ministra da Saúde portuguesa, Marta Temido, recomenda também o adiamento de eventos sociais.
- Uma escola de Idães, em Felgueiras, o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), a Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto e o edifício do curso de História da Universidade do Minho foram encerrados por serem instituições relacionadas com casos de pessoas infetadas em Portugal.
8 

- Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, suspende agenda e anuncia isolamento voluntário durante duas semanas, apesar de não apresentar sintomas.
- DGS encerra escolas e suspende atividades de lazer e culturais nos concelhos de Lousada e Felgueiras por causa do acumular de casos.

9  
- Universidades de Lisboa e Coimbra suspendem todas as aulas presenciais por duas semanas.
10 
-Câmara de Lisboa encerra museus, teatros municipais e suspende atividades desportivas em recintos fechados.
-Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) decreta fecho de museus, monumentos e palácios na sua dependência.
-Governo português suspende voos para todas as regiões de Itália por 14 dias.

11  

- Número de infetados em Portugal atinge 59.

- Mais de mil médicos disponibilizam-se para reforçar a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde.
12 
- Primeiro-ministro, António Costa, anuncia fecho de todas as escolas a partir de 16 de março, encerramento de discotecas, restrições em restaurantes, centros comerciais, serviços públicos e proibição de desembarque de passageiros de cruzeiros.
- Estado de alerta declarado em todo o país, com proteção civil e forças e serviços de segurança em prontidão.
- Região Autónoma da Madeira suspende atracagem de navios de cruzeiro e impõe medição de temperatura a passageiros nos aeroportos.
- Governo dos Açores fecha escolas e museus, interdita cinemas e ginásios.
- Hospital de São João anuncia que uma das primeiras pessoas internadas em Portugal com Covid-19 se curou.


 Covid-19: Conheça todas as escolas públicas que vão estar abertas ...



13  

- Número de casos confirmados em Portugal sobe para 112.

- Governo permite a funcionários públicos ficar em casa em regime de teletrabalho sempre que funções o permitam.

- Madeira suspende voos provenientes da Dinamarca, França, Alemanha, Suíça e Espanha, países de transmissão ativa.
14 
- Ministra da Saúde, Marta Temido, anuncia que Portugal entrou "numa fase de crescimento exponencial da epidemia", com 169 casos confirmados.
- Açores e Madeira decidem quarentena obrigatória para todas as pessoas que cheguem às regiões autónomas.


15

- Número de casos em Portugal atinge 245.
-Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convoca Conselho de Estado por vídeoconferência para 18 de março, para discutir a "eventual decisão de decretar o estado de emergência" em Portugal.
-Sindicato Independente dos Médicos conta mais de 50 clínicos infetados e mais de 150 em quarentena.
-Governo proíbe consumo de bebidas alcoólicas na via pública e eventos com mais de cem pessoas, apelando para que deslocações se limitem ao estritamente necessário.
-Autoridade Marítima Nacional interdita atividades desportivas ou de lazer que juntem pessoas nas praias do continente, Madeira e Açores.
16  

- O número de infetados em Portugal pelo novo coronavírus sobe para 331. Segundo a Direção-Geral da Saúde, há 2.908 casos suspeitos, dos quais 374 aguardam resultado laboratorial.

- Governo português anuncia o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais.

- Portugal vai também intensificar o controlo sanitário nos aeroportos
- Assembleia da República dispensa funcionários inseridos em grupos de risco e promove o trabalho à distância e rotatividade.
18- Publicação do Decreto do Presidente da República n.º 14-A/2020  que declara o estado de emergência, com fundamento na verificação de uma situação de calamidade pública.

470 mortos e 15 987 casos confirmados de covid-19 em Portugal
Fato de proteção para o pessoal clínico