domingo, 3 de janeiro de 2010

Começo

Começo o Novo Ano com as palavras de que mais gosto. As dos poetas.
Às vezes, os Poetas falam de coisas tristes e cinzentas mas falam muitas mais vezes de Amor e de Esperança. E para este ano, o que mais devemos de desejar é não perder a Esperança.
Como me faltam as palavras belas, partilho estas do Arménio Vieira (Prémio Camões 2009):

UM GATO LÁ NO ALTO

Quando e onde
não me lembro já.
Mas o certo é que a gente falava
da cauda longa dos cometas
e do calor intenso
que habita o núcleo das estrelas.

Meus olhos
estavam fitos no espaço
e de repente
vi um gato
pulando lesto e contente.

Eu juro que vi um gato
saltando de uma nuvem para outra
até ficar oculto
num floco todo branco

Confesso: tive ciúme.
“Deixe esse trapo
e salte cá para baixo”
– ia eu gritar ao gato
mas lembrei-me ainda a tempo
que a distância era muita
e que nenhum bichano entende
a conversa cá da gente.

Ainda que ele ouvisse:
o espírito de um gato
é como o canto de um poeta–
não atende nem escuta
a ordem de ninguém

Engraçado! Um gato lá no alto
entre os braços duma nuvem.
Talvez fosse
um bruxo disfarçado
ou a alma de um vate
vogando no espaço.

5 comentários:

Jorge P.G disse...

Muito engraçado o poema!
Mas eu cá... acho que os gatos nos entendem.

Um grande abraço.

Isamar disse...

Um Bom Ano Novo, Esperança, amiga!
Eu gosto de gatos e acho-os inteligentes e meiguinhos.
Há lá melhor maneira de começar o ano do que com poesia!

Bem-hajas!

Beijinhos

Maria Souza disse...

Oi Esperança!
Fiquei muito feliz por me teres encontrado aqui.
Olha, Vi te fazer um convite. Aceitas????
Há um trem partindo agora para um lugar chamado Felicidade.
Já adquiri o bilhete da Alegria, queres um também?
Reservei um assento, bem ao lado da Esperança.
Ele fará, o Caminho da Fé.E nos levará pelos montes da Confiança, prados das Virtudes, colinas da Pureza da Alma.
Atravessará as pontes e viadutos da Aventura,dos Sonhos do Contentamento.
Esse trem seguirá pela estrada da Dignidade,e nos levará sem sustos pelas veredas da Satisfação e não pegará nenhum atalho para a falsidade ou infelicidade.
O seu trilho estará apoiado sobre as vigas da Honestidade, seu rumo será do Amor, Carinho, Bem querer.
E qualquer pane que ocorra pelo caminho,terá como certo, o destino do prazer de viver.
(anónimo)

Bjos
São

francisco disse...

então, aqui fica o meu MIAU de um BOM 2010.

;)

Zé Povinho disse...

Contra o pessimismo viva a poesia.
Abraço do Zé