quarta-feira, 12 de novembro de 2008

A Capa de S. Martinho


Ontem foi dia de S.Martinho, o santo da capa vermelha.
A tradição, que já não é o que era, manda comer castanhas e beber vinho novo, jerupiga ou água-pé (não sei se é tudo a mesma coisa). Mas a inflação fez da castanha um artigo caro, de dias especiais.
A tradição também foi atraiçoada em matéria de tempo. O verão do dito cada vez é mais parecido com um Outono enfurecido a deitar para a invernia.
Mas voltemos ao santo, melhor dizendo à sua capa. O sol, que aquece o corpo e a alma, revelou-se no exacto momento em que ela é rasgada ao meio para mitigar o frio do mendigo. A capa do romano, rico e poderoso, é partilhada com um abandonado pela vida. Esse é o seu verdadeiro significado: a partilha.

Na pressa dos dias de hoje, quando rasgamos alguma coisa, é para a deitar fora, desfazermo-nos do que não nos faz falta. Quem se lembra de rasgar um postal de boas festas e partilhar uma das metades com alguém? Quem se lembra de rasgar um talão do multibanco e entregar um bocado à pessoa que nos procede na fila? Ridículo! É verdade. Mas estas metades ou outras de teor semelhante fazem parte do mundo de tralhas que nos rodeiam e sem as quais dificilmente passamos.

Mas há outras metades que servem para partilhar.. São coisas que não rasgamos, porque não as compramos.
Um sorriso, um abraço, um silêncio, até mesmo um elogio (não se diz rasgados elogios?) são a metade da capa de Martinho. Aquecem o corpo e a alma. Quando damos estas metades, somos ricos e poderosos em solidariedade e generosidade. Quando nos dão estas metades, reencontramos a força para viver.

17 comentários:

Jorge P.G disse...

Gostei muito desta reflexão, que ademais, foge aos tradicionais posts contando alenda já tão conhecida.
Parabéns.

Um abraço.
E VIVA O VINHO NOVO!

elvira carvalho disse...

Bonito post.A lenda já a conhecia, mas agora aprendi a repensá-la.
Um abraço

o escriba disse...

Jorge

Obrigada.É sempre interessante reflectir sobre o que estas lendas, contos ou simples histórias têm como mensagem principal.

Um abraço
E VIVA A CASTANHA ASSADA!
Esperança

o escriba disse...

Elvira

É sempre gratificante quando ajudamos a aprender alguma coisa. Todos os dias aprendemos, todos os dias ensinamos. Obrigada.

bjinhos
Esperança

Tiago R Cardoso disse...

"Um sorriso, um abraço, um silêncio, até mesmo um elogio (não se diz rasgados elogios?) são a metade da capa de Martinho."

muito bem colocado, fosse esta sociedade mais "São Martinho", bastava metade e isto estaria muito melhor.

o escriba disse...

Tiago R Cardoso

Pode crer que se alargássemos a acção para além do nosso umbigo o mundo estaria um pouco melhor.

Um abraço
Esperança

Sophiamar disse...

Um excelente post, colega! A vida devia ser isto! Mas é sonho de poucos e menos ainda são aqueles que o praticam no dia-a-dia.
És uma boa amiga e a cada dia que passa maior é a minha convicção de que esta Soma de Letras em boa hora apareceu.
Bem-hajas!
Sinto-me uma privilegiada por teres vindo, um dia, ao meu encontro.
Bjinhos

lagartinha disse...

Esperança
E que bem sabe partilhar! Sejam objectos, alimentos, ideias ou simples palavras...
Bjs

o escriba disse...

Isabel

Querida Amiga, obrigada pelas tuas doces palavras!Deixas-me sem ...palavras!

bjinhos
Esperança

o escriba disse...

Ana Lagartinha

Quando partilhamos, sentimo-nos outros,mais livres e abertos!


bjinhos
Esperança

Zé Povinho disse...

Num mundo onde pontua o individualismo e o olhar só para o próprio umbigo, é sempre bom reflectir sobre a partilha e a solidariedade, mesmo que nos pequenos gestos.
Abraço do Zé

lagartinha disse...

Vim só deixar um beijito antes de ir dormir que hoje não me aguento em pé...
Bom fim de semana

o escriba disse...

Zé Povinho

É a soma dos pequenos gestos de partilha que nos dá força para continuarmos a lutar no dia a dia.

Um abraço
Esperança

o escriba disse...

Ana Lagartinha

Bom descanso e bom fim de semana.

bjinhos
Esperança

São disse...

Seria assim tão raro alguém auxiliar um pobre para que se fosse santificado por isso?!
Bom fim de semana.

o escriba disse...

São

Se calhar ainda era pior do que nos dias de hoje!...


Seja bem vinda ao meu espaço.

Bom fim de semana
Esperança

Anónimo disse...

Gostei muito...

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com